Manual do módulo CNAB

Conteúdo

O manual contempla a apresentação do módulo, a geração do arquivo de licença e instalação do CobrebemX,  como carregar licença do CNAB em 'Controle de licenças', configuração da aba 'Cobrança eletrônica'. Assim como procedimentos para realizar testes nos boletos e arquivos de remessa, gerar arquivo de remessa e para leitura do arquivo de retorno.

O módulo CNAB é utilizado para emissão de boletos com código de barras. Para configurá-lo no sistema Gerencial é necessário adquirir a licença junto ao Departamento Comercial da Agrotis.

1. Geração do Arquivo de Licença

Para a geração do arquivo de licença é necessário que o cliente abra um chamado técnico pelo site da Agrotis ou entre em contato por telefone com o suporte da Agrotis com as seguintes informações, que deverão ser obtidas com o Banco:

  • Nome e código do Banco;
  • Agência;
  • Conta-corrente;
  • Número da carteira;
  • Código do convênio ou contrato, se houver;
  • Variação da carteira, se houver;
  • Sigla do cedente, se houver;

As informações acima irão depender do banco utilizado, se possível, entrar no site e verificar com o banco qual a opção de carteira correta para geração do arquivo de licença adequado.

A partir destas informações enviadas pelo cliente, a Agrotis irá gerar o arquivo de licença para a carteira de cobrança.

2. Instalação do Cobrebemx

Para emissão dos boletos é necessário instalar o componente Cobrebemx em todas as máquinas que irão emitir boletos. O arquivo está disponível para download no site da Agrotis, em Download de Atualizações:

a) Fazer download do arquivo Instal_CobreBemX.exe


b) Executar o arquivo Instal_CobreBemX.exe e descompactar na pasta c:\


c) Entrar na pasta c:\cobrebemx e executar o arquivo Instalar.exe


d) Irá aparecer a seguinte tela, teclar Enter para fechar a janela:


3. Carregar licença do CNAB em controle de licenças

É necessário carregar a licença do módulo CNAB no menu: 'Configurações/Controle de licenças'. Esta licença deve ser gerada pelo Departamento de Suporte da Agrotis, desde que esteja disponível na conta do cliente, ou seja, uma vez que o cliente já tenha adquirido o módulo com o Departamento Comercial da Agrotis.

Deve ser carregada uma licença para cada CNPJ que realizará a emissão de boletos. Segue tela como exemplo:


4. Configuração da aba cobrança eletrônica

Para iniciar a configuração do Módulo CNAB é necessário salvar o arquivo de licença, gerado anteriormente, em uma pasta acessível a todas as estações que irão emitir boleto, gerar os arquivos de remessa e/ou ler os arquivos de retorno. O arquivo de licença terá a extensão “.conf” será como o modelo abaixo:

Depois de salvar o arquivo é necessário fazer o cadastro de bancos, no menu Arquivo/Financeiro/Banco..., sendo que caso exista mais de uma carteira para o mesmo banco, deverá ser criado cadastros diferenciados, como por exemplo, com o Banco do Brasil será utilizada a carteira 11 e carteira 18, portanto deverá ser criado dois cadastros de bancos. Normalmente é utilizado o próprio código do banco, exemplo: 001 – Banco do Brasil, então deverá ser criado o 002 – Banco do Brasil carteira 18.

O próximo passo é realizar a configuração da aba Cobrança Eletrônica, na tela de cadastro de bancos, conforme abaixo:

a) Arquivo de licença: informar o caminho do arquivo de licença gerado pela Agrotis. Depois clicar em “Salvar” e em seguida no botão “Configurar”.

Os campos Início nosso número e Fim nosso número, caso o banco não passe uma seqüência numérica a ser utilizada, deverá ser preenchido começando com 0000000001 e terminando com 9999999999.

b) Próximo número: este campo não é possível editar e será modificado automaticamente conforme a impressão dos boletos.

c) Método de impressão dos boletos bancários:

- Emissão de boletos em formulário contínuo: não é utilizado em conjunto com o módulo CNAB;
- Emissão de boletos em Laser/Jato de tinta: utilizado quando a empresa irá emitir os boletos internamente, independente de enviar arquivo de remessa ao banco para registro;
- O Banco gera os boletos: é enviado o arquivo de remessa ao banco e o mesmo gera a numeração e imprime os boletos;
- O Banco apenas imprime os boletos: esta opção é utilizada quando a empresa gera o número dos boletos, envia ao banco para impressão com a numeração que a empresa gerou.

d) Nº dias protesto: caso este campo seja preenchido com um valor acima de 0 (zero) e a carteira é registrada, o banco irá protestar o cliente após o número de dias indicado a partir do vencimento.

Obs.: alguns bancos consideram este número de dias como dias úteis e outros como dias corridos, no Banco do Brasil não é aceito um número inferior a 5 dias.

e) Posição inicial e final do nosso número: utilizado somente para leitura do arquivo de retorno para alguns bancos onde o campo nosso número é composto pelo código da agência + conta-corrente + número sequencial do boleto, sendo mais utilizado para o Banco do Brasil. Exemplo: O sistema gera o boleto de número 520, mas na impressão do boleto o nosso número que será utilizado para fazer a baixa automática é impresso 054137144000520X, onde somente a parte 000520 corresponde ao número do boleto, então nesses campos é indicado o caractere onde inicia e onde termina o número do boleto, neste caso 10 e 15, pois inicia no décimo caractere e termina no décimo quinto.


Para o arquivo de retorno com ocorrência de liquidação/quitação, os campos “Posição inicial nosso número” e “Posição final nosso número“ no cadastro do banco, deverão estar zerados. Deixando esses dois campos igual a zero o título é localizado e baixado na tela do retorno.

f) Formato do arquivo de remessa e formato do arquivo de retorno: para saber quais os formatos aceitos para esse banco e essa carteira, é necessário entrar no endereço http://www.cobrebem.com/cgi-bin/GeraArquivoLicencaTeste e informar o banco e a carteira.
Obs.: para alguns bancos existem vários formatos possíveis, mas os mais utilizados são CNAB 400 e FEBRABAN 240

g) Aceite do sacado: preencher somente se a empresa tem o aceite da duplicata, pois o cartório exigirá em caso de protesto. Com esta opção selecionada o cliente só será protestado se for apresentada uma assinatura dele como aceite da dívida (ciência de que será protestado).

h) Enviar cobrança de juros no arquivo de remessa: vai enviar o valor diário dos juros conforme as taxas definidas no título (tela de manutenção do contas a receber) ou pelas taxas padrões do sistema informado na tela de cadastro de juros.

i) Enviar para o arquivo de remessa o nº do documento/NF (não recomendado): se esta opção estiver marcada sairá o número do documento do cadastro do título. O sistema envia o número do documento no formato 1-1522-1 (Série-NF-parcela) e envia também o código da filial a que se refere cada boleto. Não é recomendado utilizar esta opção, pois o usuário pode alterar o campo documento do contas a receber ou cadastrar dois iguais, o que ocasionaria erro na utilização do arquivo de retorno para baixa automática, caso seja utilizado essa informação é recomendado tirar o acesso de alteração do campo documento da tela de manutenção do contas a receber. Se esta opção não estiver marcada, vai ser impresso no boleto o código do contas a receber do cliente, que é um código único. Quando é o banco que imprime o boleto esta opção nunca poderá ser marcada.

j) Enviar instruções para o caixa como registro de mensagem: se esta opção estiver marcada, poderão ser enviadas instruções através de texto inserido na aba bloqueto, no campo Instruções. Ex: Desconto de antecipação de R$ 2,00 por dia. 
Obs.: não são todos os bancos e carteiras que aceitam este tipo de mensagem, nestes casos é enviado somente o percentual de juros, desconto, etc. e o banco utiliza mensagens padrões.

k) Cód Instrução 1 e Cód Instrução 2: utilizados por determinados bancos para algumas situações específicas. Ex: Para o banco Itaú, se informar o código 30, ele vai utilizar uma mensagem padrão de desconto por antecipação.
Obs.: somente deverá ser utilizado estes campos com instrução da “CobrebemX”;

l) No retorno os valores são individualizados: no arquivo de retorno, alguns bancos informam o valor dos juros pago pelo cliente separadamente e outros o valor é embutido no campo de valor do título além do campo juros, ocasionando uma baixa com registro dos juros em dobro, nesse último caso deverá ser marcado esta opção;

m) Sacador avalista: não preencher esse campo, foi criado para situação específica em um cliente.

n) Layout do boleto bancário: a princípio sempre deverá ser deixado na opção Padrão;

o) Margem superior (mm): ajustar este valor quando imprimir vários boletos em seqüência e sair parte de 2 boletos na mesma página ou quando não couber o boleto inteiro em apenas 1 folha, o valor padrão é 15;

p) Arquivo do logotipo do recibo do sacado: adicionar neste caminho a pasta do CobrebemX com o logo do banco referente ou mesmo do cliente (via cliente);

q) Diretório para leitura do arquivo de retorno: caminho padrão para buscar o arquivo de retorno quando utilizar a tela de baixa automática;

r) Diretório para gravar o arquivo de remessa: caminho padrão para gravar o arquivo de remessa.


5. Procedimentos para realizar os testes de boletos e arquivos de remessa

a. É aconselhável antes de iniciar o processo de cobrança, imprimir boletos e gerar arquivo de remessa, e enviá-los ao banco para homologação.

b. Quando a empresa for imprimir os boletos, deverá ser gerado aproximadamente 10 títulos, imprimir boleto de cada um deles para geração dos números. Cada banco poderá solicitar uma quantidade de títulos diferente, verificar antes com o banco quantos títulos deverão ser gerados para testes.

c. Após imprimir os boletos deverá ser gerado um arquivo de remessa dos mesmos títulos e enviá-lo junto com os boletos em PDF ao banco.
Obs.: quando o banco for imprimir os boletos, deverá ser gerado apenas o arquivo de remessa, sem antes ter impresso os boletos.


6. Procedimentos para gerar arquivo de remessa

Para gerar o arquivo de remessa, entrar na tela de manutenção do contas a receber, no caminho do menu: Financeiro/Receber/Manutenção, clicar no botão Cobrança/Gerar Arquivo de Remessa...

a. Ao selecionar o código do banco, o sistema vai alterar automaticamente o campo sequência com o próximo número de arquivo gerado (iniciará pelo número 0), sendo que o usuário poderá alterá-lo manualmente.

b. Selecionar o período de data e o tipo de filtro (Vencimento, Emissão ou por documento). Observar que uma vez gerado o arquivo de remessa, caso queira gerá-lo novamente, deverá mudar o filtro por remessa para “Enviados anteriormente” ou “Todos”.

c. Ao selecionar os títulos, antes de passá-los para a parte inferior da tela, deverá ser verificado se o campo “Tipo da remessa” está com a opção correta, pois como padrão sempre será enviado como “01 – Entrada de títulos”, isto é, o registro do título no banco para cobrança, mas dependendo do banco e da carteira existem várias outras opções, como Pedido de baixa, nos casos em que foi enviado boleto e remessa, mas o cliente pagou em carteira, solicitação de protesto, cancelamento de protesto, entre outros.

d. Após selecionado todos os títulos, clicando no botão “Imprimir”, irá é possível visualizar em formato de relatório e imprimir as informações sobre os títulos que serão enviados no arquivo de remessa.

e. Para finalizar basta clicar no botão Salvar e enviar o arquivo pelo site do banco ou através de um software disponibilizado pelo banco.


7. Procedimentos para leitura do arquivo de retorno

Para realizar a leitura do arquivo de retorno, entrar na tela de manutenção do contas a receber, no caminho do menu: Financeiro/Receber/Manutenção, clicar no botão Cobrança/Leitura arquivo de Retorno...

a. Preencher os campos 'Banco', 'Forma de Pagamento', 'Conta' (em que será feita a baixa dos títulos recebidos) e 'Categoria'. As conta de juros e descontos irão puxar automaticamente do preferências. Preencher o Campo Centro de Custo, se utilizado pela empresa.

b. No campo “Arquivo de Retorno” selecionar o arquivo de retorno enviado pelo banco.

c. Ao clicar no botão “Ler Arquivo” e aparecer a mensagem de processo concluído, vá a aba Resultado, se o cadastro de bancos estiver preenchido corretamente vai aparecer o documento ou a lista de documentos conforme abaixo, bastando clicar no botão “Baixar” para fazer a baixa de todos os títulos. Se desejar não baixar algum título, é só desmarcar a opção na primeira coluna “B”.

d. O botão “gravar n”º grava o nosso número gerado pelo banco no campo número do documento.

Artigos relacionados